Doenças do Intestino

Supercrescimento Bacteriano

Supercrescimento Bacteriano

Download PDF O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE

A microflora gastrointestinal é um complexo ecossistema de 300 a 500 espécies bacterianas que colonizam o trato alimentar logo depois do nascimento e que mantém sua composição relativamente constante por toda a vida.

O termo síndrome do supercrescimento bacteriano do intestino delgado (SSBID) tem sido empregado para definir o supercrescimento bacteriano levando à ocorrência de sintomas clínicos.

A população idosa é particularmente sensível à presença de supercrescimento bacteriano devido à hipocloridia e alteração de motilidade intestinal.

Em termos gerais, o quando clínico é decorrente de efeitos metabólicos intraluminais das bactérias e das lesões de mucosa que elas provocam.

As principais causas da síndrome do supercrescimento bacteriano são:

  • Cirurgias gástricas
  • Cirurgias intestinais
  • Fístulas intestinais
  • Diabetes Mellitus
  • Esclerose sistêmica progressiva
  • Doença de Crohn
  • Hipotireoidismo
  • Doença hepática

 

QUADRO CLÍNICO

As manifestações clínicas podem variar de acordo com a causa e com a intensidade do supercrescimento.

A síndrome clássica se caracteriza por anemia megaloblástica (decorrente do deficiência de vitamina B12), diarreia com perda de peso (decorrente de esteatorreia) e sintomas abdominais não-específicos (como flatulência, dor abdominal e plenitude pós-prandial).

 

DIAGNÓSTICO

  • História clínica e exame físico
  • Exames laboratoriais
  • Testes respiratórios (teste de hidrogênio expirado)

TRATAMENTO

Os objetivos do tratamento da síndrome do supercrescimento bacteriano começam por tentar a correção da causa da condição que predispõe a doença. Dentre as medidas a serem tomadas são fundamentais:

  • Reposição de vitaminas e suporte calórico
  • Agente procinéticos
  • Antibióticos
  • Probióticos

Recomendam antibióticos de baixa toxidade e baixa absorção sistêmica : amoxilina-clavulanato (500g, a cada 8 h) ou norfloxacino (400mg, a cada 12h)ou metronidazol (250mg, a cada 8 h) como opções muito satisfatórias.

Fale Conosco

Rua Dr. Ramos de Azevedo, 159
10º andar - Sala 1004 - Centro
Guarulhos - SP - Cep: 07012-020
Atendimento Whatsapp
Atendimento Whatsapp

REDES SOCIAIS

Facebook

Youtube

Linkedin

Podcast

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades